Hemorroidas -Tratamentos, Causas, Sintomas e Dieta

hemorroidas tratamentos e sintomas


A palavra “hemorroidas” costuma suscitar sorrisos trocistas, mas a dor, inflamação daí resultantes não são motivo de riso. As hemorroidas, que afetam metade das pessoas com 50 anos, são veias dilatadoras no interior ou exterior do ânus.

As hemorroidas são no essencial, varizes num local bastaesnte incomodo, podendo algumas causar hemorragia. Acompanham, em geral, a obstipação crónica, sendo consequência do esforço repetido de evacuar. ( A diarreia pode agravá-la). As hemorroidas tornam-se mais comuns com a idade, quando os músculos que ajudam a circulação sanguínea tendem a enfraquecer -sobretudo se tivermos tendência para excesso de peso e nos tornarmos sedentários. São igualmente comuns nas mulheres grávidas devido à pressão adicional que o feto exerce sobre as veias abdominais e ao relaxamento que as hormonas da grávida provocam nos vasos sanguíneos, provocando a sua dilatação.

O envelhecimento e o aumento de peso na gravidez também aumentam o risco. O simples fato de se estar sentado na retrete durante demasiado tempo (para ler um capitulo de uma revista, por exemplo) poderá agravar as hemorroidas.

O sinal mais comum de hemorroidas é a perda de sangue vermelho vivo que mancha o papel higiénico e a água da retrete. É possível também sentir dor após a defecação. As hemorroidas externas podem provocar um inchaço doloroso ou uma zona endurecida à volta do ânus e causar dor, fissuras e sangramento. Uma hemorroida interna pode sair para o exterior do ânus (hemorroida protuberante, ou prolapsada). Por vezes, as hemorroidas voltam a ser empurradas para dentro. Mas também pode ser necessária uma cirurgia para corrigir a situação.

Felizmente, a maior parte das hemorroidas e a dor associada às mesmas desaparecem ou são evitadas com alguns cuidados: banhos tépidos, limpar bem o ânus após a evacuação, aplicar gelo, fazer uma alimentação rica em fibras, ingerir muita água e fazer exercício com regularidade. Contudo, poderá ter de ir ao médico para ser medicado ou até para ser submetido a cirurgia, se as hemorroidas persistirem.

Impedir o inchaço antes que se manifeste

As hemorroides não são causadas pelo fato de uma pessoa estar muito tempo sentada. Nem são causadas pelo stress, por alimentos picantes, nem pelo tabaco. Contudo todo isto tem sido apontando como responsável. A verdade é que muitas vezes esses inchaços incómodos e por vezes dolorosos do tecido anal podem ter origem numa alimentação pobre em fibras e em líquidos.

Eis a cadeia de acontecimentos relacionada com as hemorroidas. Se não comer uma quantidade suficiente de fibras, as suas fezes têm tendência a ser pequenas e duras, pelo que o cólon não consegue impulsiona-las. Como consequência, tem de fazer muito esforço durante os movimentos peristálticos. Julga-se que o esforço relacionado com a prisão de ventre é uma das causas mais comuns das hemorroidas.

O esforço prolongado enquanto se tenta defecar provavelmente exerce pressão nos vasos sanguíneos predispondo uma pessoa a hemorroidas tumefactas.

Alimentos para as Hemorroidas

A melhor maneira de prevenir as hemorroidas é adicionar fibras à sua alimentação. Se comer uma quantidade adequada de fibras, assegura que as suas fezes são volumosas, moles e transito fácil. Isto vai reduzir o esforço durante os movimentos peristálticos e diminuir as hipóteses de vir a ter hemorroidas inflamadas.

Estando as hemorroidas associadas principalmente à obstipação, deverá comer muita fruta ( sobretudo ameixas) , legumes e cereais integrais. As fibras são um laxante natural, ajudam a reter a água nas fezes e aumentar-lhes o volume. Atuam como uma espécie de vassoura que as vai empurrando. Quanto mais a vassoura varrer, menos esforço terá de fazer.
As fibras são úteis mesmo quando as hemorroidas requerem tratamento médico. Investigadores acompanharam 92 pessoas cujas hemorroidas estavam a ser tratadas pelo processo de ligadura elástica ( utilizada para cortar a circulação sanguínea para as hemorroidas ) de 15 em 15 dias, até um total de 10 semanas. Parte dos doentes passaram a comer farelo duas vezes por dia, enquanto os outros comiam uma alimentação normal. Não só os doentes que consumiram farelo passaram a necessitar de menos tratamentos para as hemorroidas, como apenas 15% deles sofreram recidivas, contra 45% do grupo que não comeu farelo.
Meta: no mínimo 25 gramas de fibras por dia, embora seja preferível atingir os 35 gramas.

Para ajudá-lo a tomar as medidas preventivas certas, siga estas indicações com vista a facilitar o transito intestinal.

Opte pelos cereais

Escolha os cereais certos para o café da manha e assegure uma segurança diária contra as hemorroidas

Coma muita fruta

As frutas frescas são também uma boa fonte de fibras. As maças, os alperces, as laranjas, as peras e os frutos silvestres são especialmente bons. Assegure-se de que come a casca das maças e dos alperces para aproveitar ao máximo o seu teor de fibras.

Frutos de baga

Quanto mais escuro for a baga, mais doce é o fruto – e mais flavonóides contem. Os flavonóides, presentes em muitos frutos de baga, mas também em citrinos e na cebola, ajudam a diminuir as inflamações e a fortalecer as paredes dos vasos sanguíneos. Alguns estudos sugerem que também podem atenuar a dor, a hemorragia, o prurido e até as recidivas. Na verdade , a diosmina e a hesperidina, dois flavonóides finamente triturados e altamente purificados, são os ingredientes ativos de um dos mais conhecidos medicamentos para as hemorroidas. Os frutos de baga ajudam ainda a prevenir a obstipação, uma vez que são boas fontes de fibras.
Meta: Na fruta e legume que consome diariamente, inclua meia chávena dos seus frutos de vaga preferidos, como amoras-silvestres , framboesas, mirtilos, morangos e cerejas.

O melão é ótimo

O tipo de fibra existente nos melões, fibra solúvel, é especialmente bom para prevenir as hemorroidas. A fibra solúvel absorve água à medida que percorre o organismo. A agua torna as fezes mais pesadas e também mais volumosas. Isto ajuda-as a percorrer o cólon mais depressa e sem esforço.

Os legumes são ótimos

Muitas variedades de legumes frescos contem uma enorme abundância de fibras. Entre os que possuem as melhores fontes de fibras alimentares contam-se os brócolos e o milho, em especial o milho-branco. Existem outros produtos hortícolas excelentes muito ricos em fibras como as alcachofras, as ervilhas e as batatas-doces.

Couve-galega e espinafres

A vitamina k é fundamental no processo de coagulação sanguínea. O consumo destes alimentos em grandes quantidades pode ser útil nos casos de hemorroidas com sangramento.
Meta: a dose recomenda de vitamina k são 65 microgramas para as mulheres e 80 microgramas par os homens. Esta quantidade obtém-se numa porção de legumes de folha verde amargos (couve-galega, espinafres e grelos de nabo), de bróculos e até de chá verde.

Seja adepto do feijão

O feijão é também uma fonte de fibras. Como feijão-encarnado, grão de bico, feijão-preto para avolumar as fezes e evitar o esforço ao defecar que provoca as hemorroidas.

Invista nos cereais

Os flocos de aveia são uma conhecida fonte de fibra e os flocos são ainda melhores. Os pães e os cereais são excelentes. Certifique-se de que come alimentos que contenham germe de trigo ou trigo integral. Se o trigo foi processado – como no caso do pão branco, por exemplo – estará a ingerir muito menos fibras. Quando ler a composição do pão, procure as palavras “trigo integral” ou “farinha de trigo integral” na lista de ingredientes. Outros cereais ricos em fibras incluem o bulgur e a cevada.

Excelente fonte de fibras

Incluir bastante fibras na sua alimentação é a melhor maneira de prevenir as hemorroidas, segundo os especialistas. Eis algumas das melhores.

Alimentos Porções Gramas de fibra
Cereais 31g 12.3
Lentilhas ½ chávena 7.8
Feijão-preto ½ chávena 7.5
Figos secos 3 6.9
Feijão-encarnado ½ chávena 6.5
Grão-de-bico ½ chávena 6.2
Feijão-branco ½ chávena 5.8
Goiaba 1 4.9
Alcachofra ½ chávena 4.5
Ervilhas ½ chávena 4.4
Peras secas 3 metades 4.3
Prato de milho-verde e feijão cozido ½ chávena 4.3
Framboesas ½ chávena 4.2
Bulgur ½ chávena 4.0
Flocos de aveia ½ chávena 3.9
Peras 1 3.9
Amoras ½ chávena 3.8
Muesli 31g 3.8
Batatas-doces 1 3.4
Esparguete de trigo integral ½ chávena 3.2
Laranjas 1 3.1
Maças 1 3.0
Alperces secos ½ chávena 2.9
Cevada ½ chávena 2.9

Apesar da melhor forma de adicionar fibra na sua alimentação é através dos alimentos, algumas pessoas preferem tomar um suplemento de fibra para obter 20 a 30 gramas de fibra por dia. Para começar, experimente um suplemento de fibra de casca de Psílio.

Adicione água

As fibras produzem fezes mais volumosas e mias moles absorvendo água para o trato intestinal, e se não beber água o suficiente,as fibras tornam-se numa rolha em vez de uma vassoura. . Beber bastante água acelera o processo digestivo e evita as hemorroidas. A maioria das pessoas bebe apenas dois ou três copos de água por dia e isso não é suficiente. É recomendado uma ingestão de pelo menos 20 dl de água ou de sumos. Isso equivale a oito copos de 2.5 dl.

Pode também usar água para tomar um banho de semicupio, de preferência em água com sais de Epsom (sulfato de magnésio). Os sais extraem literalmente o fluido do sangue retido nas varizes, diminuindo o inchaço e a inflamação.

Reduza as gorduras

Alem de ingerir mais fibras e mais água, também deverá cortar nas gorduras saturadas, qmagnésio“https://vida-saudavel.org/mineral-magnesio/”>magnésio provocar fezes mais duras. Isso significa comer menos carne vermelha, menos laticínios gordos e menos doces processados.

Suplementos nutricionais

Vitamina C

Esta vitamina pode ser útil para as hemorroidas com sangramento associadas à obstipação. Promove a cura, diminuindo as inflamações, ajudando a regenerar o tecido conjuntivo em redor das hemorroidas e melhorando a tonicidade das veias.
Dosagem: comece com 1000 mg e aumente gradualmente a dose até as fazes ficarem moles, voltando depois a reduzi-la (para não ter diarreia). Em caso de duvida, consulte o médico.

Magnésio

O magnésio é um bom laxante porque retém a água nas fezes , amolecendo-as.

Dosagem: 300 a 600 mg por dia.

Psílio

Obter 25 a 35 gramas de fibra por dia através da alimentação para prevenir a obstipação e por consequência, as hemorroidas é o ideal. No entanto , se não conseguir comer as 7 porções de fruta e legumes e as 3 porções de cereais integrais recomendadas, consulte o médico sobre a possibilidade de os suplementos de fibras, como o psílio, poderem ajudar a compensar a diferença.

Dosagem. 1 a 3 colheres de sopa por dia dissolvidas em água.

Tratamentos Caseiros para as Hemorroidas

Eis algumas medidas que deverão eliminar as hemorroidas e aliviar a dor

Experimente tomar um anti inflamatório

Os analgésicos não sujeitos a receita médica, como o ibuprofeno, o paracetamol ou a aspirina, tomadas a intervalos de quatro a seis horas, podem aliviar temporariamente a dor e a inflamação.

Aplique uma pomada calmante

Uma pomada calmante ou supositórios não sujeitos a receita médica indicados para a dor nas hemorroidas que contenham hidrocortisona podem reduzir a dor.

Banhos tépidos ou semicúpios

Manter as hemorroidas em água tépida durante 10 minutos várias vezes ao dia relaxará os músculos acalmando e limpando as hemorroidas dolorosas e irritadas. A adição de uma mão cheia de sais de Epson à água do banho é benéfica, pois estes exercem um efeito de constrição nas hemorroidas, reduzindo o inchaço e a inflamação. Dissolva bem os sais.

Aplicação de gelo

Esta medida ajuda a reduzir o inchaço.

Chá preto frio

Embeba um pano no chá e aplique sobre a área afetada. As propriedades adstrigentes do chá reduzem a inflamação

Dê umas voltas

Mais ou menos trinta minutos de exercício aeróbico dois dias por semana pode ajudar a prevenir a prisão de ventre, o que significa que também pode ajudar a evitar as hemorroidas. Dê um vigoroso passeio a pé, pedale um pouco numa bicicleta de manutenção ou nade algumas piscinas.

Tratamento médico

Se as hemorroidas e a dor persistirem, existem várias opções de tratamento. O médico poderá começar por lhe fazer exame retal e talvez até uma sigmoidoscopia ou uma colonoscopia para excluir a existência de problemas mais graves. Após a confirmação do diagnóstico, poderá indicar-lhe um dos seguintes tratamentos:

Laqueação elástica hemorroidária

Neste procedimento, o médico coloca uma ou duas faixas elásticas à volta da hemorroida para cortar o fornecimento de sangue. A hemorroida acaba por secar e ser eliminada espontaneamente e sem dor.

Escleroterapia

O médico injetará uma solução química (fenol, um composto caustico e, óleo de amêndoa doce) ou salina à volta da hemorroida, fazendo-a encolher e cair num espaço de 10 dias.

Coagulação com infravermelhos

O médico aplica um feixe de raios infravermelhos durante 1-2 segundos na hemorroida, provocando a coagulação do sangue, encolhendo assim a hemorroida.

Se as hemorroidas forem graves ou extensas, o médico poderá recomendar-lhe uma das seguintes medidas:

Hemorroidectomia

Quando outros tratamentos não resultam ou se o doente tiver hemorroidas muito grandes, o médico poderá sugerir-lhe uma hemorroidectomia, a remoção cirúrgica das mesmas.

Agrafes

Colocar agrafes à volta da hemorroida corta o fornecimento de sangue. Embora este procedimento implique menos dores durante a convalescença do que a cirurgia, também implica maior risco de recorrência.

BAIXE AGORA GRÁTIS O GUIA
OS 10 MELHORES SUCOS DETOX PARA EMAGRECER COM SAÚDE!!

Deixe o seu comentário

O seu email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.